terça-feira, 8 de dezembro de 2009

É com letra maiúscula


Eu sei o que você quer.

Você quer ser único, mas nem consegue.

Enfie o dedo na tomada, o que você precisa é de um choque,

para descobrir quem és.


Talvez seus cabelos empinem,

mas será normal, ou talvez não, caso tenha passado

aquela camada de creme que tampa seu teto.

Marionete babaca, os outros sempre foram eles,

e você hoje não é nada.

Bater a cabeça na parede?

Não, não adianta, assim você estará copiando cena de filme,

e isso não vale.

Sonseira seria eu dizer que a ordem é ser autêntico,

porque está tudo rodeado de luzes que exigem resposta imediatas.

Rode sua própria película, ou será preciso um Lanterninha

para te alertar do perigo?

A única coisa admissível que se pode, e deve-se, copiar

é o desejo de ser feliz.

5 comentários:

  1. lindoooooooooooooooo lindo!

    ResponderExcluir
  2. Passei por algum acaso aqui, vou passar mais. E deixo o meu.

    www.apenaspassosmarcados.blogspot.com

    Muito sol pra você, mesmo que os dias venham sem ele.

    ResponderExcluir
  3. bem pensado, tantas pessoas que se tornam meros robôs.. .realmente dá vontade de dar-lhes um choque.. rs

    ResponderExcluir